domingo, 28 de agosto de 2016

Projeto de Intervenção - Brincando se Aprende!

 PROJETO DE INTERVENÇÃO- Brincando se Aprende!

.1 Introdução

A Educação Infantil atua no processo de desenvolvimento da criança em todas as dimensões humanas: afetiva, motora, cognitiva, social, linguística e política, propiciando a ela conhecer e aprender sobre o mundo que a abraça com afeto, prazer e/ou desprazer; que se apresenta por meio da fantasia, literatura, música e artes; das ciências naturais e sociais e da matemática, possibilitando seu desenvolvimento e crescimento. (RIO DE JANEIRO, 2010).
No que tange à linguagem escrita Baptista (2010, p. 1) destaca que “No seu cotidiano, professoras da educação infantil experimentam dúvidas, ansiedades e inseguranças relacionadas à linguagem escrita e ao trabalho pedagógico a ser desenvolvido”.
Assim atendendo à sugestão da professora regente de turma do 1º Período da Escola Municipal .... a qual ter percebido que seus alunos têm apresentado dificuldades no tracejado da linguagem escrita dos números, é que optei por desenvolver um Projeto de Intervenção que contemple o processo de aquisição da linguagem escrita em Matemática.
Para o desenvolvimento do Projeto “Brincando se Aprende em uma turma de 1o Período, objetiva desenvolver nas crianças as competências necessárias para o traçado correto na escrita dos números.
Neste sentido Baptista (2010, p. 2) assevera que: “é importante dizer que o trabalho com a linguagem escrita deve permitir à educação infantil assumir um papel importante na formação de leitores e de usuários competentes do sistema de escrita, respeitando a criança como produtora de cultura”.
Soares (2009) apudBaptista (2010, p. 2) apregoa que: “O desejo de compreender o sistema de escrita e dele se apropriar é fruto da interação da criança com a cultura escrita (...)”.


 TÍTULO:Brincando se aprende

OBJETIVO GERAL: Levar as crianças a uma aprendizagem correta no traçado dos números.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
·         Desenvolver  e identificação e leitura dos números;
·         Contribuir para o avanço da criança nos registros da escrita matemática.
·         Reconhecer a função social dos números;
·         Reconhecer esse símbolo gráfico como instrumento de grande utilidade em seu cotidiano.

METODOLOGIA:

Os trabalhos e ou atividades a serem desenvolvidas neste projeto se efetivarão por meio das seguintes atividades:

·         Colagem.
·         Percepção tátil de números móveis.
·         Momento musical: Músicas “Mariana, Cinco Patinhos, Indiozinhos, Pipoquinha, a galinha do vizinho, as gotinhas.”
·         Atividades e gestos, que possibilitam a identificação dos traçados dos números.
·         Fazer o traçado, no ar, no chão com giz, entre outras.



.3 Referencial Teórico

Os números fazem parte do nosso cotidiano e, neste sentido, as crianças, antes mesmo ingressarem em uma escola, entram em contato com eles ainda que de forma simbólica, fazendo com que eles se tornem significativos para elas.
Assim no processo de ensino e aprendizagem na Educação Infantil a criança precisa ser conduzida à realização de atividades que lhe permitam a construção do conhecimento e apreensão dos saberes necessários à sua formação plena, principalmente os conhecimentos e saberes matemáticos.
Abreu e Côrrea (2011) afirma que pensar a Matemática, no contexto da Educação Infantil, é evidenciar somente um dos saberes necessários para a criança se apropriar da cultura de seu convívio cotidiano, portanto é preciso possibilitar à criança a construção das noções e conceitos matemáticos de uma maneira livre, a partir daquilo que ela faz no seu cotidiano.
Nascimento e Iurk, (2008, p. 7) preconizam que:
É função da escola levar a criança, em qualquer nível de ensino e período de desenvolvimento, a obter experiências e informações que enriqueçam seu repertório, bem como procedimentos metodológicos que permitam integrar sucessivamente estes novos conhecimentos àqueles que a criança já detém. Isto implica, necessariamente, trabalhar com o instrumental que a criança dispõe em cada etapa de seu desenvolvimento, ou seja, com as formas de intervir e apreender o real e com o imaginário que o ser humano vai adquirindo ao longo da vida.

Berkenbrock e Jaques (2004, p. 114) asseveram que o nome e a escrita dos numerais fazem parte de outro universo do conhecimento: o conhecimento social o qual é adquirido por meio da transmissão social, da utilização da linguagem. São valores, normas sociais, regras, nomes dos objetos que a criança precisa saber para se integrar com o meio. Desenvolver situações para as crianças apenas memorizarem, relacionando o nome ao símbolo, saber escrever numerais, não dará condições para que elas entendam os conceitos básicos e necessários para a compreensão da construção do número. A compreensão do número exige um longo caminho a ser percorrido pela criança.

É fato que saber escrever numerais, não oferece condições para que elas entendam os conceitos básicos e necessários para a compreensão da construção do número, mas de certa forma contribui para que os conceitos básicos sejam melhores assimilados. Assim vale ressaltar faz-se necessário que o ensino dos números no universo infantil, pois estes se fazem presentes no cotidiano de todo ser humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário