sexta-feira, 31 de julho de 2015

O que é ser pedagogo?

                                                   Por Professora Ivani Ferreira

Este trabalho objetiva-se fazer uma reflexão sobre o que é ser pedagogo.


            Pedagogia para o senso comum está associada ao ensino, ou melhor, ao modo de ensinar, porém ao meu ver pedagogia é a denominação do curso que estou fazendo, de formação do profissional da educação “pedagogo”. A pedagogia tem como objetivo principal a melhoria no processo de aprendizagem dos indivíduos, através da reflexão, sistematização e produção de conhecimentos. No decorrer do curso iremos receber informações teóricas, realizar diversas pesquisas e aplicar na prática, durante o estágio. A pedagogia está associada à transmissão e apropriação do conhecimento, mas ela vai além, é ampla e com muitas possibilidades.

          Agora vamos pensar em quem é o pedagogo? De acordo com o “dicionário Aurélio”, pedagogo é o profissional ou especialista em pedagogia; o que aplica e estuda a arte de educar. A palavra pedagogo tem origem grega e significa Paidós (criança) e agogé (condução), ou seja, conduzir a criança ao conhecimento, ao aprendizado. Na Grécia os antigos escravos acompanhavam os filhos de seus senhores para a escola e pedagogo significa aquele que guia.

            Enfim todas as definições tem a ver com o pedagogo. Mas quem é o pedagogo e o que ele faz? Ao meu ver, esse deveria ser um profissional que cursou pedagogia, que atua em uma escola como professor, como supervisor pedagógico ou como diretor que cursou gestão em um curso de pedagogia. Porém, se chego em uma escola e peço para falar com o pedagogo, sou direcionada a sala do supervisor pedagógico. O curioso é que o supervisor talvez não cursou pedagogia, ele fez um outro curso de licenciatura na área da educação e fez pós graduação em supervisão escolar. Essa confusão ocorre porque na escola o supervisor pedagógico é chamado ou conhecido como “pedagogo”, sendo que, se estiver atuando como professor essa nomenclatura fica perdida (ou seja não é chamado pedagogo).

            No contexto escolar o professor é figura imprescindível, mas ele não é detentor de todo saber, tem necessidade da ajuda de um profissional que é de suma importância para a realização de um bom trabalho pedagógico: o pedagogo, que também não é detentor de todo o saber, mas nessa interação entre ambos, oportuniza a troca de saberes. Ao pedagogo (supervisor pedagógico) cabe muitas atribuições no dia a dia, olhar as matrizes feitas pelos professores, observando se não contém erros e se estão de acordo com os planejamentos de cada disciplina, atendimento aos alunos e pais, avaliações da aprendizagem, encaminhamentos de alunos com dificuldades ou necessidades especiais para atendimentos especializados. Cada aluno é único e alguns possuem suas dificuldades psicológicas ou de aprendizagens. Cabe ao pedagogo, em conjunto com os professores, realizar encontros pedagógicos para encontrar estratégias, montar projetos de intervenção para garantir que a aprendizagem aconteça para todos.

        Trabalhar o aprender a ser e o aprender a conviver são tarefas importantes do especialista pedagogo, responsável, em conjunto com o diretor, por criar um clima educativo na escola, de harmonia, entusiasmo, comprometimento e responsabilidade, clima sem o qual se torna difícil garantir o sucesso dos alunos e o cumprimento das metas da escola, também participar e intervir, junto a direção, na organização de eventos, do trabalho pedagógico e do espaço escolar.

            O pedagogo precisa ter em mente, no desempenho de suas funções, que precisa contar com o coletivo de professores para que seu trabalho flua de forma a que alcance o desejado: o sucesso do aluno, já que são nos resultados alcançados com este indivíduo é que se verificará a eficácia do trabalho, tanto do pedagogo quanto do professor, daí a importância dessa discussão sobre “o que é pedagogia e quem é o pedagogo”. No decorrer de seu trabalho em um ambiente escolar, o pedagogo precisa ter ainda, noções de psicologia, pois no dia a dia terá que fazer uso de todo o conhecimento que adquiriu na faculdade, lidará com vários indivíduos cujas personalidades são distintas. Ele precisará, constantemente de fazer uso da Comunicação e Linguagem, já que escola é um espaço de interação, socialização. Em se tratando de interação, socialização, o pedagogo também terá contato com o diferente, por isso a importância de se ter conhecimento sobre a diversidade de raças, etnias e opiniões.

            Um bom pedagogo, principalmente hoje com as inovações tecnológicas, precisa ficar atento às modificações no mercado de trabalho, nos métodos de ensino e avaliação de educadores e educandos, para isso , este profissional deverá buscar atualizar-se através de assinaturas de revistas especializadas, ser um leitor assíduo, estudar novos métodos de ensino, buscar trabalhos já publicados , participação em seminários, congressos e palestras, enfim, estar sempre em estado de motivação, inovação e aquisição de novos conhecimentos. Além disso, convém estar atento também à tecnologia da informação e na área de gerenciamento da educação continuada. O pedagogo tem que entender pelo menos sobre a informática básica, pois sempre estará pesquisando e organizando materiais para módulos, cursos e oficinas.

          O mercado de trabalho para o pedagogo, assim como tantos outros não deixa de ser concorrido, porém há a possibilidade de atuar em empresas e instituições de ensino públicas ou privadas. Trata-se de um setor em expansão devido ao crescimento demográfico, e sendo assim muitas portas abrem-se constantemente em nível nacional.

Concluindo, estou fazendo o curso de pedagogia com o intuito de ser professora, porém o curso oferece outras possibilidades. Como as coisas mudam, o tempo passa e mudamos também o modo de pensar, quando eu for fazer um concurso público, talvez eu faça para professor ou supervisor pedagógico. Então quero aproveitar todas as possibilidades de aprendizagem para se uma profissional competente. Sei que será uma tarefa árdua, mas no fim de tudo será compensador.


  REFERÊNCIAS


COSTA, Vilze Vidotte. O trabalho do pedagogo nos espaços educativos. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

http://www.infoescola.com/profissoes/pedagogo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário